Google+ Followers

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Diana Caçadora no Rio de Janeiro

Diana, ou Artemis na mitologia Grega, é uma das divindades do Olimpo e a mais popular das deusas. Está ligada à floresta e à caça, mas também à luz da lua e à magia. Filha de Zeus e irmã gêmea de Apolo, é considerada a mais pura das deusas devido ao seu voto de castidade.
Sua representação mais famosa encontra-se preservada no Museu do Louvre, em Paris, e retrata a transformação do caçador Acteão em veado como castigo por tê-la observado nua durante um banho no lago.
Trata-se de uma cópia, em mármore branco, com 2m de altura. A obra original, em bronze, atribuída ao escultor grego Leocarés, (325 a.C), foi perdida. Típica representante da escultura clássica greco-romana,  existem várias de suas cópias, tanto em bronze quanto em mármore, em diversos países.
  
No Rio de Janeiro, a estátua de Diana aparece primeiramente no Jardim das Princesas, na Quinta da Boa Vista. Segundo informação da pesquisadora Maria Beltrão, do Museu Nacional, uma inscrição na argamassa com data de 29 de julho de 1852, dia do aniversário de seis anos da Princesa Isabel, indica que a peça compunha parte do encosto de um dos bancos do jardim, conforme mostra a foto.

 

Essa Diana, com cerca de 1,50m de altura, posteriormente foi transferida para o terraço em frente do Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, por volta de 1910 quando foi inaugurado pelo Presidente Rodrigues Alves, formando conjunto com outras três alegorias. A foto de 1987 apresenta a escultura completa em exposição pública, adornando o jardim.
.  

 

Em 1996, danificado pela exposição permanente ao tempo e ações de vandalismo, o conjunto foi recolhido e permanece sob a guarda do Museu Nacional onde aguarda restauração. 


Felizmente, outra escultura da Diana, permanece intacta.  Está na Quinta da Boa Vista, no Jardim Zoológico da Cidade.  Bem maior que a anterior,  mede cerca de 2,20 metros de altura,  não possui identificação de sua origem.

 

A história de Diana, no Rio de Janeiro, é outra recuperada com as fotos descobertas recentemente.